terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Mais um... (Natal)

Boa tarde...
Eu sei que o natal já foi, mas eu tenho de contar a história da véspera e dia de natal pra vocês porque foi realmente muito, mas muito estranho e ao mesmo tempo gratificante. Tudo começou com a busca da bike na bicicletaria, pois ainda estava lá para reparos de depois do acidente. Bike posta no carro, seguimos viagem. Paramos no rio pra ver a obra da casa e tirei essa foto:


Alguém percebe algo errado na posição da bike?
Eu achei que não tinha errado, mas...antes de chegar em Prudente, ouvi um barulho forte, achei que a bike tivesse caído do suporte, mas olhei pra traz e ela estava ali, relaxei e deixei a viagem seguir. Já em Prudente, fui descer a bike do suporte e vi que o pneu estava murcho, procurei um pouco e logo vi o buraco.




Alguém sabe como abrir um buraco desses? Achei que fosse uma pedra, mas as marcas pretas no aro revelaram que na verdade a roda ficou exatamente na altura do escapamento e pelo calor, acabou explodindo a câmara de ar e rasgou o pneu. O jeito foi encontrar uma bicicletaria na véspera de natal meio dia e meia, e acreditem não foi difícil. E bicicletaria era bem legal, contava com varias novidades, das quais fotografei algumas, acabei comprando um pneu desses mais baratos só pra rodar no feriado mesmo e fui embora.
Nova Caloi Elite

Focus (nunca tinha visto)

Como alguns sabem a região de Prudente é muito, mas muito quente e isso me obrigou a sair pra pedalar só depois das 18:00, fora o fato de que estava esperando meu primo chegar pra me fazer companhia. Saí as 18:00 e sozinho, porque o primo não apareceu.
Segui pelo Parque do Povo até o Shopping e voltei pela Cemep, esse caminho tem muita história da minha infância, é um lugar que gosto de passar. Ali se encontram as pistas de atletismo da UNESP, onde treinam alguns dos atletas mais respeitados do nosso país, poucos metros a frente o Colégio Adventista onde fiz o ensino fundamental e um dos amigos que tenho até hoje. Mais alguns metros, uma boa subida e o local onde aprendi a nadar (pena as piscinas estarem vazias).

Pista da UNESP

Colégio Adventista

Cemep e um dos pontos mais altos da cidade

Continuei pedalando e com Prudente não é nada plano, tirei uma fotinha pra mostrar a ladeira seguida de uma boa subida.

E retornei ao Parque do Povo onde existe uma pista, em teoria, para ciclistas. Pedalei muito aqui quando criança, cai, quebrei dente e tudo. Girei bastante ali e logo segui pra casa.



 Chegou a noite e fui para a ceia, encontrei o primo que supostamente traia a bike pra gente pedalar junto, ele explicou que bateu a carro e por isso ficou complicado instalar o suporte, acabou não trazendo. Mas nisso o Bruno, um dos primos mais novos, entrou na conversa e disse que gostava de pedalar, bobo que sou já combinei com ele que para o almoço do dia posterior iríamos de bike para a chácara.
Acordei  as 8:00, me arrumei e saí de Prudente as 9:00, indo pra Machado, cheguei na casa do Bruno eram 9:30. O garoto já estava pronto pra sair, com uma bike pequena pra ele, e bastante barulhenta, saímos para um passeio bem gostoso. O pia pedala super bem, chegando a quase 50km/h em algumas descidas, fizemos um passeio de 1 hora e estávamos na chácara.




Na festa, muita comida, muita bebida e tudo que o povo tem direito. E minha surpresa foi que na hora de voltar o meu pai se esqueceu de levar o suporte para a chácara! Voltei pedalando e fechei o dia com 40km de pedal em 2h!
Esse foi o pedal do Natal!


Abraços