segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Mais um...(Teste Gopro)

Boa tarde,

Bom, alguns de vocês sabem que desde o começo do mês passado comecei a abrir o blog para algumas poucas pessoas que pudessem ter interesse em apoiar o projeto do blog, que é fazer os relatos pra divertir e informar a galera sobre os pedais aqui pela região de Ponta Grossa. Pois bem, encontrei sim algumas pessoas dispostas a isso, e junto a eles, pude comprar uma câmera filmadora Gopro.
Com essa câmera, o blog vai ganhar muito em qualidade de fotos, e agora fico também apto a fazer bons filmes sobre os pedais. A câmera chegou em minhas mãos na quinta-feira a noite, eram quase 23:00h quando o Robson me ligou dizendo que acabará de chegar com ela, nem preciso dizer que fui buscá-la imediatamente.
Com ela na mão, ficou a vontade de sair fazer os pedais e filmar tudo e todos, e fazer o melhor vídeo do mundo, mesmo não sendo o maior ciclista do mundo. rs rs
E na sexta-feira na parte da tarde combinei de sair pra um pedal com o Salata, aqui na pista da UEPG, esperando que fosse cair uma boa chuva. Marquei com ele as 18:30. Mas como era de se esperar, não me aguentei até lá, e perto das 17:30 saí de casa pedalando já, primeira parada foi o Posto Santa Rita, calibrei os pneus e fui dar um oi pra um dos apoiadores. Em seguida fui pedalando até quase a saída de cidade, e tudo isso filmando.
Voltei em direção à UEPG onde fiquei esperando pelo Salata, logo que ele chegou fomos até a pista de MTB e mal começamos andar vejo que a luz da câmera, que indica a filmagem, estava apagada. Sem bateria! Fiquei meio chateado, mas não menos curioso pra poder ver o resultado da filmagem.
Pena foi não registrar o coelho que fugiu da gente quando entramos no bosque, e nem o trampo que deu pra remover um tronco de eucalipto que estava no meio do caminho.
O jeito foi chegar em casa, descarregar a câmera e por na tomada pra carregar a bateria de volta. Marcamos então um pedal pro sábado de tarde.
Saímos as 14:20 em direção a prainha do Alagados, e testando as funções da câmera, errei em alguma coisa que fez com que gravasse apenas poucos segundo e logo parasse, por isso o vídeo ficou um tanto picado, não foi por maldade.
Saímos ainda com um pouco de chuva, mas não pegamos mais nada de água até a prainha, só muito barro, muitas poças de lama, que nos fez rir como duas crianças mais de uma vez. Chegamos a prainha, que estava com o nível muito baixo, mais de 10 metros de areia que antes não apareciam, conclusão: O povo de Ponta Grossa consumiu muita água nesses dias de calor absurdo.
Na volta tivemos de passar por uma série de pinus que haviam sido derrubados - e isso deu um trabalhão- e logo saímos perto da barragem. depois foi só voltar pelos trilhos, passando de novo as pontes. O Salata até voltou pedalando pelas pontes, pensem um homem que estava com medo, talvez não estivesse de todo errado em ter medo pois já tinha caído 3 vezes no dia! Tudo culpa da sapatilha segundo ele.
E antes das 19:00 estávamos na casa dele dando uma lavada nas bikes, que estavam horríveis de tanta lama.
Fica pra você o vídeo, e a promessa de os próximos serão melhores!



E o mapa do roteiro do segundo dia:




E peço desculpas por não ter fotos dessa vez, mas entendam que estava aprendendo usar a câmera, agora vai melhorar, aguardem!

E mais uma vez obrigado aos apoiadores que tornaram essa filmagem possível.