quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Mais um....(Falta de cuidado)

Boa tarde,

Já faz uns dias que não vemos o sol aqui em Ponta Grossa, e com a bike meio avariada, não da pra ficar arriscando andar na chuva, o jeito esta sendo ficar guardadinho em casa. Mas enquanto fiquei em casa, fui buscando alguns vídeos que tinha aqui e achei um, de um dia muito bacana e resolvi editar ele. É de um dia em que fui até o Passo do Pupo com um grupo, encontramos o grupo das speeds e depois voltei encontrando mais uma porção de gente pelo caminho.
O que eu queria com esse post em particular são duas coisas mais específicas, a primeira foi a tentativa meio frustrada de aprender a usar um editor de vídeo diferente do Movie maker, mas estou aprendendo. O segundo objetivo é mais amplo, mas quero usar o blog pra falar sobre isso também. Ao assistirem o vídeo percebam que após os cortes de vídeo existem fotos de várias pessoas, confesso que conheço pouquíssimas delas, mas evidenciei isso porque fiz a descida desde a torre de telefonia até o cescage filmando todo o trajeto e essas fotos foram tiradas das pessoas que passei durante esse caminho. O que eu quero dizer é que fora os pessoal que desceu comigo, uns 8, mais os pessoal das speed, que são uns 15 mais ou menos, e mais uns doido como o Pijama que já tinha saído antes, temos ainda uns 25 a 30 ciclistas fazendo o mesmo percurso num sábado a tarde em que não foi marcado nenhum passeio específico para esse destino. Ao todo são aproximadamente 50 a 60 pessoas usufruindo da sua bike pra ganhar saúde, se divertir e curtir a natureza.
Ai eu faço uma pergunta....
Esse caminho liga a cidade de Ponta Grossa a alguns pontos turísticos da cidade, um dos quais, é um dos que representam a cidade para o Brasil todo. Temos o Buraco do Padre, Mariquinha, Cachoeiras Boa Sorte, Itaiacoca, as Dolinas Gêmeas, Pedra Grande/Alta (nunca lembro qual é o certo), Perau da Cachoeira entre tantos outros locais de rara beleza. O vídeo mostra que existe gente pra usufruir...então, porque não há uma ciclovia/faixa? Ou pelo menos placas que indique a presença da gente na via? Sera que é tão caro assim? E mesmo que isso não seja o mais importante, a via ainda é de pista simples, oferece riscos consideráveis a quem passa por ali pedalando, em grupo então, fica ainda mais perigoso, se houvesse pelo menos um acostamento, creio que nós, seres pedalantes, ficaríamos mais tranquilos de treinar nessa singela estradinha.
Um ultimo ponto que queria comentar é quanto a presença de animais nas laterais da pista na época de calor, alguns bichos tendem a ir para as proximidades do asfalto, então cuidado com cobras e escorpiões. Eu mesmo encontrei um escorpião bem grande nesse dia.


Segue o vídeo:



Hoje não vou pôr com trajeto pois ele já é bem conhecido de todos e não tem grandes novidades, já que fui somente até o Passo do Pupo.


Muito obrigado a todos.