domingo, 5 de janeiro de 2014

Mais um...(De volta à PG)

Bom dia!

Já voltei pra Ponta Grossa. Esse ano quase não tive férias, quase que só o recesso de fim de ano mesmo. Foram dias bem aproveitados lá em Maringá e na Pousada, mas que renderam quase nada de pedal. O último foi o que postei aqui, em que fui até Mandaguari. depois disso fui pra Pousada e nunca mais subi na bike, até ontem!
Só pra vocês entenderem porque não pedalei na Pousada, primeiro que a Amanda foi comigo e não havia como ter uma bike do tamanho dela por lá, então ia ficar chato sair pra pedalar e deixa-la "sozinha" (aspas porque a minha família estava lá). E segundo porque já tinha bastante coisa pra aproveitar. Vejam só!













Mas como já disse, ontem finalmente teve pedal.
Cheguei em Ponta Grossa na sexta-feira a noite, e sempre rola pedais no sábado, com algum grupo, então era só questão de perguntar. As 11h do sábado conversei com o Salata e ele iria até o pedágio Tibagi, onde já tinha ido uma vez. Já pensando em fazer só uma parte do caminho, até porque consegui ganhar quase 5kg nas festas de fim de ano, acertei com ele o ponto de encontro para as 14h.
Saindo de casa, já era visível que iria tomar um belo banho no caminho.


Mas já que tinha saído, fui até o Posto BV para nos encontrarmos. Cheguei faltando 5 minutos ainda, nisso encostou um grupo de MTB e eu já comecei pensar em mudar os planos. O Salata vinha pelo asfalto e ia fazer só asfalto, enquanto esperava ele, a chuva piorou e nisso já tinha me decidido a desistir da BR pra ir andar na terra, só faltava o companheiro chegar pra avisar ele. Quando deu 14:30 e nada dele, tentei ligar, liguei duas vezes e lógico que ele não atendeu, estava pedalando. Pra pegar nossa trilha, pegamos um pedacinho da BR e já avistamos o dito cujo chegando. Acenei, mostrei que estava de MTB e com um grupo, depois conversamos e ficou tudo bem, até porque tinha um grupo de speed fazendo o mesmo trecho que ele também.
A trilha....entramos sentido centro de Eventos e depois por dentro de uma fazenda. Bastante barro e uma descida que, fazia o pneu traseiro escorregar as vezes, muito legal de fazer, com a chuva, praticamente descemos no caminho da enchorrada. No fim da descida o Rio Tibagi.
O rio estava muito cheio, muito barrento e acabou cobrindo algumas pontes e pinguelas. Andamos um pouco por ali, procurando um ou outro caminho, mas nos divertindo bastante pedalando pelos atoleiros.
No fim, acabamos tendo de voltar pelo caminho da ida até a estrada principal. Uma subida chatinha de fazer, ainda mais com barro, o pneu tinha horas que girava em falso, e se não fosse um pequeno grupo desses pescadores de vila que quase derrubaram a gente no meio da soja, tinha dado pra subir zerada a subida.
De volta na estrada principal, seguimos até a entrada do Seminário Nossa Senhora da Paz, entramos e na hora de sair, havia um portão trancado, até pra não incomodar as irmãs, acabamos pulando o portão. Andamos mais um pouco e no fim de uma ponte, que já estava quase coberta por um riozinho, uma pela porteira, pulamos também! Ai foi só seguir a estrada, saindo no cadeião e cemitério Santa Luiza.
Fizemos uma parada pra tomar uma coca do lado de fora de uma sorveteria, e acho que os dono nunca mais vão querer ver um ciclista por lá, ainda bem que ficamos só do lado de fora. Teve gente que aproveitou e tomou um banho de balde.
Pegamos mais um pouquinho de barro ainda dentro da cidade e ai um pneu furado, enchemos um pouco e fomos até um posto, dali me despedi do pessoal e voltei pra casa.
Pouco mais de 35km no fim, de bastante diversão, bastante risada e muito, mas muito barro.
Olha a bike no final!


E o vídeo pra curtir um pouco o que foi os brejo que a gente se enfiou!



E o roteiro no Strava!!



Abração e feliz Ano Novo!!!