domingo, 30 de agosto de 2015

Mais um....(Volta em Maringá)

Mais uma semana em Maringá,
Mais uma semana parado por burocracia,
Mas, mais uma semana de pedal,
Mais um fim de semana com relato aqui.

Essa semana não foi uma daquelas que a gente se sente completo e realizado, estou tentando um estágio aqui na cidade em que meus pais moram, e não esta nada fácil. Mas enquanto a burocracia não se resolve, a gente vai aproveitando esse tempo pra fazer uns pedais e ir queimando uns bacons que se acumularam no corpinho (que já não é tão "inho" assim também). Girei quarta, quinta e sexta dentro da cidade, aproveitando pra retomar mais o fôlego e acostumar de vez a bunda com o selim novo. Os resultados foram até que bons, andei bem, não senti nenhum cansaço extremo, mas o bumbum doeu nos dois primeiros dias, e o ritmo não foi aquele que eu tanto esperava. Fazer o que!? Engordei! Agora terei que perder e até lá, o rendimento deve melhorar.
Chegou o sábado, dia internacional, mundial e interplanetário e universal, do pedal! Acordei e logo fui pra bike shop de um amigo pra confirmar o evento, voltei em casa, almoço leve e as 15h estava na frente da loja, sem saber roteiro, ritmo, altimetria.....nada! rs rs. E esse gosto de ir pra onde não se conhece, de não saber como vai ser, é muito bom. Saímos e conforme fomos andando fui descobrindo que já tinha feito algumas partes do trecho em outros pedais que fiz por aqui, não tirou o brilho porque ainda assim passei por alguns lugares novos e lugares que eu já conhecia, passei com bem menos dificuldade. Acabei ficando bem feliz nesse quesito.
O pedal seguiu em ritmo tranquilo, nada de correria, o pessoal conversando bastante e brincando mais ainda. Pegamos 3 subidas um pouco  mais fortes, a primeira foi mais longa e nela eu me frustei um pouco por patinar sobre a palha da colheita ao tentar passar uma curva de nível, sendo obrigado a por o pé no chão...queria ter zerado a subida...não foi dessa vez. A segunda, também com varias curvas de nível era mais inclinada mas bem curta, pedalando um pouco em pé, deu pra passar zerado e sem sentir o coração na boca. A terceira já foi na volta, uma serrinha em que já tinha ido assistir uma prova, subida boa, longa, mas toda pedalável. Depois dessa, vieram outras subidas, mas, leves, nada que compense muito a conversa.
Foi gostoso sair passear pela região, e ainda mais com alguns amigos que só vejo quando estou aqui com um pouco mais de tempo.  O vídeo dessa vez é duplo, primeiro tem o meu, depois o vídeo que o Paulo Henrique fez pro grupo deles.

Segue o trajeto:



Vídeo que eu fiz:



Vídeo que o Paulo Henrique fez:


Grande abraço a todos